Câmara aprova proposta que declara de Utilidade Pública a Associação Filantrópica Casa das Fraldas de Novo Horizonte

Publicado por: Brunara Ascencio - Jornalismo CMNH

Publicado em: 20 de dezembro de 2019

O Plenário do Legislativo aprovou, por unanimidade dos presentes, na sessão extraordinária realizada nesta sexta-feira (20), o Projeto de Lei nº 5.717/19, do vereador José Roberto de Oliveira Souza (Beto de Souza), que declara de Utilidade Pública a Associação Filantrópica Casa das Fraldas de Novo Horizonte.

O edil explicou que o conhecido "Projeto Fraldão" teve seu início em meados de 2003, através de doações e apoio da sociedade privada, em parceria com a igreja católica. "O Projeto visa o atendimento de idosos ou portadores de necessidades especiais, que necessitam da utilização de fraldas geriátricas e/ou calças plásticas para poder proporcionar maior autonomia, conforto e qualidade de vida para essas pessoas", afirmou.

O vereador ressaltou que o Fraldão é pautado no atendimento, através da procura mediante os órgãos de Assistência e/ou Saúde, ou até mesmo de procura pelos próprios necessitados, sendo que após a identificação do atendido é feito visita "in loco", realizando o cadastro destes indivíduos e verificando a real necessidade dos mesmos, como por exemplo, a quantidade de fraldas a ser utilizadas por dia.

Segundo Beto, a Associação conta com 35 colaboradoras que confeccionam aproximadamente 10 mil fraldas por mês e distribuem do dia 1º ao dia 5, sendo que cada pacote tem 60 fraldas, de forma a utilizarem duas por dia.

"A Associação possui uma sede própria e boa estrutura física para armazenamento dos produtos, fabricação e distribuição das fraldas. Possui duas máquinas que dão conta da demanda, mas contam apenas com o valor que conseguem através do Desafio do Bem, que se trata de projeto filantrópico do Município de Novo Horizonte, além de outras fontes de receitas geradas por comercialização de produtos alimentícios em eventos, etc", ressaltou.

O edil destacou que o Projeto é executado integralmente por voluntários, não havendo despesas com folha de pagamentos, salários e outros encargos sociais, cabendo as mesmas toda gestão administrativa, gerencial e execução do objeto, sendo este a confecção das fraldas e sua distribuição.

"A Entidade atende atualmente 180 pessoas idosas e/ou portadoras de necessidades especiais que necessitam da utilização de fraldas geriátricas e/ou calças plásticas, as quais, sem a doação, não teriam condições de arcar com os custos da compra das fraldas geriátricas. Destaca-se, ainda, que a confecção realizada pela Casa das Fraldas, trata-se de uma confecção especial, de maior qualidade e adaptada aos tamanhos necessários", observou.

Por fim, Beto salientou que a utilização das fraldas e/ou calças plásticas proporcionam maior autonomia, qualidade de vida e conforto aos indivíduos, alcançando assim o princípio da dignidade da pessoa humana. "A Declaração de Utilidade Pública é o reconhecimento do Projeto Fraldão como entidade que presta relevantes serviços ao município e toda a sociedade", finalizou.

 

*******

Tramitação

- Para acessar a íntegra do Projeto de Lei e detalhes da tramitação, entre outros, clique aqui.



Cadastre-se e receba notícias em seu email