Câmara aprova em primeira votação denominação de Avenida do Residencial Alto do Taquaral como "João Lucas de Campos Filho"

Publicado por: Brunara Ascencio - Jornalismo Câmara Municipal

Publicado em: 12 de março de 2018

O Plenário do Legislativo aprovou, em primeira votação, na sessão ordinária realizada na última segunda-feira (5), o Projeto de Lei nº 5.226/18, do vereador Ideval Rogério Cardoso (Ideval do Sinserp), que denomina "João Lucas de Campos Filho" a Avenida do Residencial Alto do Taquaral.

O vereador contou parte da história de vida de seu homenageado, natural de Novo Horizonte, filho de João Lucas de Campos e Arlinda da Silva Campos, irmão de Renato, Reinaldo, Mauro, Maria Cristina, José e Aparecido, casado com Adriana Ledesma e pai de João Lucas de Campos Neto.

"Teve uma vida dedicada à família e à comunidade, conquistando muitas amizades ao longo de sua trajetória. Quando João Lucas nasceu, sua família morava e trabalhava na área rural, no Bairro Tadei. Este fato fez com que começasse sua vida laboral como trabalhador rural", observou.

No ano de 1996, segundo Ideval, seu homenageado passou no concurso da Prefeitura Municipal, passando a exercer a função de Auxiliar Operacional de Serviços Gerais e a partir de então veio residir na cidade. "Em 2001 prestou novamente o concurso da Prefeitura Municipal e mais uma vez teve êxito e começou a exercer a função de motorista", salientou.

Conforme o vereador, João Lucas trabalhava como motorista da Diretoria Municipal de Saúde e exercia sua função com eficiência e prontidão, atendendo a todos com respeito e carinho. "Além de ser excelente funcionário, a generosidade e a cordialidade eram características marcantes de João Lucas", ressaltou.   

Ideval finalizou: "João Lucas nos deixou no dia 14 de novembro de 2017, em Catanduva. A presente propositura visa homenageá-lo, ilustre cidadão, que escreveu sua historia, fazendo parte do progresso de nossa cidade, deixando um legado de amor e felicidade aos seus familiares que o amam e o guardam na memória como uma pessoa exemplar e trabalhadora."

 

 

**********

Tramitação

- A Procuradoria Jurídica da Câmara opinou pela legalidade do Projeto de Lei, sendo que o quórum para a respectiva aprovação é de 2/3, ou seja, nove votos.

- A Comissão de Justiça apresentou parecer verbal favorável sobre a proposta;

- A matéria foi aprovada em primeira votação por unanimidade e segue para segunda votação na próxima sessão;

- Para acessar a íntegra do Projeto de Lei e conferir sua tramitação, clique aqui.



Cadastre-se e receba notícias em seu email