Câmara aprova em primeira votação denominação de rua do Residencial Alto do Taquaral como "Ivanezio Rocchi"

Publicado por: Brunara Ascencio - Jornalismo Câmara Municipal

Publicado em: 04 de abril de 2018

O Plenário do Legislativo aprovou, na sessão ordinária realizada na última segunda-feira (2), o Projeto de Lei nº 5.217/18, do vereador Amilcar Raphe, que denomina "Ivanezio Rocchi" a Rua 8 do  Residencial Alto do Taquaral.

O vereador contou parte da história de vida de seu homenageado, natural de Taquaritinga/SP, tendo fixado residência ainda criança em Novo Horizonte com sua família, filho de Amadeu Rocchi e Asussema de Biasi Rocchi, esposo de Eunice Rodrigues Rocchi e pai de Rosany, Ivanezio, Jorge, Fernando, Ivanice e Luciana.

Segundo Amilcar, Ivanezio teve uma vida dedicada à família e à comunidade, conquistando muitas amizades ao longo de sua trajetória. "Foi gerente do Grupo Biasi durante toda sua vida laborativa e participou ativamente junto com o Dr. Jorge Ismael de Biasi e Diretoria da construção do Estádio Jorge Ismael de Biasi e estruturação do Grêmio Esportivo Novohorizontino", observou.

O edil salientou que seu homenageado também participou, junto com Zi Biazi, do desenvolvimento do Rodeio em no Município, dando-lhe estrutura para que se tornasse conhecido nacionalmente.

"Ivanezio foi um homem inovador e que conquistava amigos facilmente, sem dúvidas ainda é lembrado por muitos nas conversas sobre a cidade e na sua grande contribuição com a sociedade e seu crescimento. Sempre bem humorado, nos bate-papos as conversas sempre terminavam em risos, pois era muito querido e prestativo", ressaltou.

O homenageado faleceu em 20 de dezembro de 1990, em Rio Verde/GO. "A presente propositura visa homenagear o Sr. Ivanezio Rocchi, ilustre cidadão, que escreveu sua historia, fazendo parte da progresso de nossa cidade, deixando um legado de amor e felicidade aos seus familiares que o amam e o guardam na memória como uma pessoa exemplar e trabalhadora", finalizou Amilcar.

 

**********

Tramitação

- A Procuradoria Jurídica da Câmara opinou pela legalidade do Projeto de Lei, sendo que o quórum para a respectiva aprovação é de 2/3, ou seja, nove votos.

- A Comissão de Justiça apresentou parecer favorável sobre a proposta;

- A matéria foi aprovada em primeira votação por unanimidade e segue para segunda votação na próxima sessão;

- Para acessar a íntegra do Projeto de Lei e conferir sua tramitação, clique aqui.



Cadastre-se e receba notícias em seu email