Projeto Câmara Visita esteve no Serviço de Orientação Social - Bem Querer

Publicado por: Brunara Ascencio - Jornalismo Câmara Municipal

Publicado em: 13 de abril de 2018

Os vereadores Nelson Luiz Benevenuto (Nelsinho Luiz), Douglas Alex Pedro (Locutor Douglas Alex), José Roberto de Oliveira Souza (Beto de Souza) e Sônia Maria Pasiani Canato, acompanhados de servidoras da Câmara, fizeram uma visita, na tarde da última quinta-feira (12), ao Serviço de Orientação Social - Bem Querer.

O edis foram recebidos pelo presidente Adriano da Silva Moura e pela assistente administrativo Silvana Cristina Faccio. A entidade é responsável, atualmente, pelo Centro de Integração "Catariana Aroni de Biasi" (Cincab) e pelo Centro de Atendimento e Referência do Adolescente (Projeto Cara).

"Desde que assumimos essa gestão, em novembro de 2017, promovemos diversas mudanças no Bem Querer e cortar custos era um dos nossos objetivos. Para isso, mudamos a sede da entidade para um imóvel mais barato, reduzimos o quadro de funcionários de 25 para nove, diminuímos o gasto com combustível e, desta forma, estamos colocando as contas em dia", explicou Adriano.

O presidente lembrou que, até fevereiro deste ano, a entidade também era responsável pela Casa Lar, que atende crianças e adolescentes em situação de risco social e pessoal, no entanto, segundo ele, desde março a administração passou a ser da Associação Teshuvá.

O Projeto Cara, desenvolvido na sede do Bem Querer, trata-se de um serviço de convivência e fortalecimento de vínculos para adolescentes e jovens, de 14 a 17 anos, voltado principalmente para aqueles envolvidos na prática de atos infracionais e tráfico/uso de drogas. "Atualmente, estamos com 25 jovens. O atendimento é feito individual e em grupo pela assistente social e pela psicóloga. Também são feitas palestras, visitas domiciliares e reuniões com os pais a cada 15 dias", ressaltou Adriano.

Silvana destacou que o Projeto Cara atua de diversas maneiras na vida dos jovens assistidos. "Alguns chegam aqui, inclusive, sem documentos pessoais. A entidade arca com os custos para a emissão de novos documentos, acompanha eles até os órgão para emissão dos documentos. O principal objetivo é reintegrar o jovem à sociedade", observou.

No entanto, Adriano informou que o Projeto Cara deve se encerrar no final de 2018. "O Cras e o Creas promovem um atendimento parecido com o nosso, dessa forma, acredito que iremos atender somente até o final do ano, ficando apenas com o Cincab", afirmou.

No dia 4 de abril, o Projeto Câmara Visita esteve no Cincab, oportunidade em que os vereadores conheceram o funcionamento do Centro, trabalho desenvolvido, estrutura, funcionários, crianças atendidas, parcerias, entre outros. (Veja a matéria da visita, clique aqui)

Para manutenção do Cincab e do Projeto Cara, o presidente explicou que o Bem Querer recebe recursos do Estado e do Município. "Nossos gastos desde que assumimos têm sido altos, principalmente em decorrência das rescisões contratuais para diminuirmos a folha de pagamento, no entanto, em breve essa situação deve ser normalizada", salientou.

Os vereadores agradeceram todas as informações passadas, parabenizaram pelo trabalho desenvolvido e disseram que vão solicitar ao prefeito municipal que intervenha para que o Projeto Cara não encerre suas atividades no final do ano.



Cadastre-se e receba notícias em seu email